Thursday, June 3, 2010

Vince Lombardi sabia das coisas!


Vince Lombardi, o grande técnico do Green Bay Packers, vencedor das duas primeiras edições do Super Bowl, e nome do seu troféu, pensou em ser padre e foi estudar para isto aos 15 anos. Dois anos depois percebeu que não era a sua vocação e mudou de colégio entrando logo para o time de futebol americano.

Consta que ele sempre continuou sendo um católico devoto, mas a sua religiosidade apareceu mais no modo como sempre lidou com o esporte. Há muitos pensamentos interessantes dele que ficaram como legado, mas um que me chamou atenção enquanto reflito sobre o momento da bola oval no Brasil aqui num hotel gaúcho em Santa Maria, num intervalo de filmagens de “O Carteiro” foi:

“Comprometimento individual à um esforço de grupo – é isto que faz um time funcionar, uma empresa funcionar, uma sociedade funcionar, uma civilização funcionar.”


Antes da fundação da NFL em 1920, o futebol americano já fazia parte da associação que seria depois a atual NCAA, nascida de reuniões entre presidentes de instituições universitárias, convocadas em 1906 pelo Presidente Theodore Roosevelt após seu filho Ted quebrar o nariz jogando futebol americano. Seu objetivo era tornar os esportes amadores mais seguros e organizados.

Por enquanto, todos nós que lidamos com o futebol americano no Brasil estamos lidando com um esporte ainda bastardo no próprio universo oficial do esporte amador brasileiro. E sem um comprometimento individual para o sucesso dele como um todo ele não pode funcionar.

E este compromentimento não pode ser apenas com uma posição de atleta ou dirigente de um time, dirigente de uma liga ou associação, mas com o panorama total, o futuro da bola oval no país.

E para isto, tudo conta. A performance no campo e fora dele. Ética é o conceito básico. Para as faltas que ocorrem dentro do jogo existem os panos amarelos. Perde-se jardas. Mas para as faltas que ocorrem fora do jogo em si não há panos amarelos e podemos perder muito mais que jardas.


Precisamos resistir ao imediatismo, controlar nossos humores (coisas que de quando em quando eu mesmo tenho que me lembrar) ou buscar meramente um culpado para apontar o dedo, quanto ocorre um revez.

Após adquirir os caros equipamentos para jogar, a maior dificuldade que temos é a de conseguir bons estádios, adequados para o jogo e para o entretenimento de um público que temos que conquistar e não o conquistaremos apenas com reportagens nos jornais, rádios, televisões abertas ou por assinatura.

Portanto, cabe a cada um de nós cuidar de um estádio conseguido com a religiosidade que se deve cuidar de um templo. É nele que praticamos e divulgamos de fato o esporte.Tratar cada adversário como o rival que queremos vencer, mas o parceiro sem o qual não podemos exercer a atividade que amamos. Uma responsabilidade assumida sem o tempo ou competência para cumpri-la pode ser um egoísmo custoso para todos.

2010 está sendo, e será mais ainda no segundo semestre, o ano chave para a consolidação da bola oval. Não contamos mais com o fator “novidade” do jogo equipado que tanta publicidade rendeu com o Torneio Touchdown 2009. Qualquer promoção virá pela realidade do que for feito. O que é ruim para cada um será ruim para todos. E a vida não se resolve no orkut.

O oportunismo de quem só quiser tirar uma “lasquinha” deve ser detectado e evitado. Quem não quiser jogar limpo faça o favor de não atrapalhar o jogo.

Vince Lombardi disse também:

“Pessoas que trabalharem juntas vencerão, seja contra defesas de football complexas, ou os problemas da sociedade moderna”.

A bola é sua!

8 comments:

Wiki said...

mto bo o texto, mas o q q a bandeira do brasil faz no lambeau field?

André José Adler said...

A bandeira tá só de efeito :D

Deneva said...

Bom, mas MUITO bom mesmo o texto, penso quase q igual o q está no texto, mas muito próximo disso mesmo... PARABÉNS...

Fernando Gross said...

Baita texto Adler.

É como eu sempre digo, ninguém vai fazer por nós, se queremos que o esporte dê certo no Brasil, todo mundo tem de ser mexer e apoiar.

Ernesto Dourado #4 said...

Excelente Artigo! Resume o momento da Bola Oval no Brasil!

J. Caldas CB#26 said...

Excelente texto em excelente momento! Parabéns Adler!

Videos said...

Otimo texto!!

mais isso é fundamental pra tudo na vida

“Comprometimento individual à um esforço de grupo – é isto que faz um time funcionar, uma empresa funcionar, uma sociedade funcionar, uma civilização funcionar.”

pedro said...

Lindo texto, parabens Adler