Friday, February 18, 2011

AOS TIMES DO TORNEIO TOUCHDOWN III - 2011


Esta carta, enviada em 28 de Janeiro deste ano para os representantes dos times, torna-se aqui aberta.



Pessoal,

Obrigado ao, Jaraguá Breakers, Vila Velha Tritões, Vasco Patriotas, Curitiba Hurricanes, Ponta Grossa Phantoms, samurais e grandes parceiros do Torneio Touchdown 2010. Obrigado ao Tubarões do Cerrado, do elenco do pioneiro Torneio Touchdown 2009, que voltam para casa e a encontrarão ainda mais acolhedora. Obrigado ao Corinthians Steamrollers, usando este ano a sua chave da porta e entrando enfim.

Obrigado ao Santos Tsunami que nos abriu as portas para uma final em Vila Belmiro no ano passado que já está na história do esporte, e agora é peixe na nossa rede. Obrigado ao Timbó Rhinos que nos escolheu para a sua segunda investida em campeonato nacional. Obrigado ao Uberlândia Lobos por enfim farejar a melhor trilha para a sua
alcatéia.

Obrigado ao Sorocaba Eagles por virem sair do ninho no TTD, ao Botafogo Mamutes por nos fazer a sua praia de estréia em grama, ao Curitiba Predadores que vai estreiar no paranaense e já mergulhar de cabeça na nossa onda, ao Corupá Buffalos que encantou a todos com umvideo, e traz a sua manada para os nossos pastos, ao ABC Corsarios que viu nossa final de camarote e agora quer sair do conforto para o
campo.

Obrigado ao pioneiro do flag paulista São Paulo Sharks e ao Ribeirão Preto Challengers que nos honram com uma garra e vontade tão grande que disputarão uma vaga no torneio deste ano em campo, mas ambos já adquiriram o seu lugar entre nós.


Em 2008, após narrar o histórico jogo equipado entre o Brown Spiders e o Crocodiles em Curitiba, entusiamado com o que ví acontecer, propus a idéia de um campeonato nacional equipado como o que acompanhei em 3 temporadas na Hungria, nas duas últimas produzindo, apresentando e dirigindo um programa chamado “Touchdown”que divulgou muito a bola oval naquele país. Disto surgiu a idéia de um “Torneio Touchdown”, esperançoso que eu pudesse fazer o mesmo aqui, em voltando após 30 anos no exterior. Esta proposta foi feita numa reunião com dirigentes de times (David, do Hurricanes, estava lá) e da AFAB.

Voltei para Budapest, e logo fui informado que havia um movimento para a formação de um campeonato, e fui convidado à participar do seu Grupo Gestor. Como a MAFL, a liga húngara, não conseguiu o mesmo acordo que tinha com o canal SportKlub, onde eu já comentava jogos da NCAA desde 2006 e nem patrocinador, a tentação de vir para o Brasil aumentou. Decidí e aceitei participar do Grupo Gestor como Conselheiro.

No Torneio de Seleções de 2009 em Sorocaba, Mario Lewandowski teve a iniciativa de me levar para uma reunião com times que teriam equipamentos e disposição para jogar um campeonato para dar credibilidade com a minha presença e obter um termo de compromisso que foi lavrado. Nesta reunião eu insistí que o campeonato se chamasse
Torneio Touchdown, apontando que marcaria mais que simplesmente ‘campeonato brasileiro de futebol americano’, já que temos campeonato brasileiro de tudo.

Como creio que todos sabem, a minha vivência anterior com esportes foi como narrador na ESPN Internacional e no Sportklub, desde 1992. Mas na Hungria, acompanhei de perto o trabalho do presidente da liga local de quem fiquei amigo e até mesmo conselheiro quando pedido. Somando isto a minha experiencia em televisão, teatro, rádio, cinema e publicidade em frente e atrás das cameras, e produção também nestas áreas, acreditei que poderia ser um bom conselheiro,e também me esforcei para conseguir o máximo de divulgação para o torneio.

Vendí para a ESPN a idéia de reportagens para The Book is on the Table, e a verba
com a qual queriam que eu fizesse 4 desdobrei para 8 para dar o máximo de visibilidade. Nas primeiras matérias, apenas times que pudessem custear minhas viagens e captação de imagens apareceram. Depois, a ESPN abriu a mão e assumiu meus custos de viagens e forneceu equipe para gravação e chegamos à 12 matérias. Foi legal, mas não levou gente para os nossos estádios.

Durante o campeonato de 2009 eu acabei tendo uma função mais executiva como conselheiro, pois a estrutura do Grupo Gestor com 4 membros representando 8, seus adversários, deixou a desejar em comprometimento e eficiência.

Propus aos 8 times algumas novidades para 2010, entre elas que não houvesse um grupo gestor representando seus adversários, mas que cada um e todos os times tivessem voz ativa nos seus interesses.

Uma idéia que agradou à muitos, mas alguns membros do grupo gestor perceberam
que haveria uma diluição de poder e fizeram um complô pelas minhas costas para me excluir de um campeonato que eu mesmo havia idealizado em Curitiba, alegando oficialmente que só os times deveriam gerir, e nos bastidores propagando falsidades à meu respeito com o incentivo de algumas aves de rapina que já rondam o nosso precário esporte. Os mesmos que me adulavam colocando meu nome em taças e troféus, quando isto daria mais visibilidade na mídia, me golpeavam pelas costas.

Apenas não me conheciam o bastante para saber que aos 66 anos, ainda sou guerreiro nas coisas que acredito. Até então eu confiava em todo mundo, mas após o choque eu registrei no INPI o nome “Torneio Touchdown” antes que algum espertalhão o fizesse.

Mas o nome sem times pode ser interessante mas não é nada, não é um campeonato. E apostando na filosofia de um campeonato com a participação ativa dos times que nele estivessem, busquei o apoio da AFAB numa reunião com o Miguel Lopes e o Rodrigo Hermida o obtive.

Isto me incentivou a convidar times e sete deles tiveram fé e coragem bastante para acontecer a segunda edição do torneio em 2010.

Os resultados de cada uma destas filosofias de gestão ficaram personificados através de seus respectivos campeões no fim do ano.

Mais uma vez quero declarar o que muitos sabem. Acho que os jogos com a bola oval são mais importantes que qualquer campeonato, acredito nesta alternativa esportiva à mais para os brasileiros, e gosto de ver ou saber que ela cresce no pais nos gramados e praias, com ou sem equipamentos.

Mas o desenvolvimento do esporte como espetáculo para público é meu
foco. Acredito que patrocinador quer vender. E seu patrocínio dependerá da presença de público, seus consumidores, nos estádios. Em 2010 tivemos 10000 espectadores em 17 jogos. Publicamos números sem inflar na miséria e na riqueza. Fossem 100 ou 2100 espectadores.

Conseguimos fazer um belo campeonato em 2010, sem nenhuma desavença relevante, com um ótimo espírito de equipe e dos seus resultados 5 dos times aqui presentes participaram e todos os outros ficaram sabendo.

É com verdadeira humildade, mas com a segurança de saber que consegui fazer o que me propus tendo 7 times participando, que peço a Deus que me dê força, paciencia e sabedoria nas decisões agora que vamos para o Torneio Touchdown III com 16 times jogando. Aprendi em 2009 e usei em 2010. Aprendi em 2010 e quero usar isto e aprender ainda mais em 2011.

Agradeço a fé que vocês estão botando em mim e saibam que deposito a mesma em vocês. Um espírito e atos de colaboração durante o campeonato todo. Sem eles não alcançaremos os nossos objetivos. Temos agora times mais experientes e menos experientes. O equlibrio que permitiu que de fato apesar de um campeão apenas, os times de 2010 possam todos se considerar vencedores.

Sou de fato chato e cobrador nas coisas em que vocês se comprometem e comprometerem. Cada um de nós precisa de disciplina de trabalho e eu também. Tenho que me lembrar que é um esporte amador. Passei a vida trabalhando profissionalmente sendo pago para dar conta do recado, ou pagando para que os outros dessem.

É difícl conseguir qualidade profissional sem um grande capital. Faremos apenas o melhor que pudermos individual e coletivamente. Mas não menos do que o melhor que pudermos.

A bola é sua, a bola é minha, a bola é nossa!

abraços

André José Adler

PS: Encorajo que vocês compartilhem isto tudo com seus jogadores,
essência do nosso esporte.

6 comments:

Bruno Oliveira (Bods) said...

Perfeito hitórico.

Acho que isso vai abrir a mente de muito camarada que não sabe da missa um terço do esporte no Brasil, e é leigo nesse assunto.

Belo post

Lee (HB) #12 said...

Estas são as sábias palavras de um homem que não joga apenas por um equipe, mas por todos os times de Futebol Americano no Brasil.
Espero (e acredito fielmente) que o TTD 2011 será muito melhor que 2010, será mais glorioso, pois há mais equipes de ponta, um campeão a ser derrotado, uma mídia, que começou no ano passado, a apoiar o nosso esporte e pelo o que sei apoiará mais ainda este ano.

Finalizando, estou indo descançar, amanhã cedo temos (Vila Velha Tritões) uma matéria no Estação Esporte (programa capixaba). É isso galera,as coisas estão começando a mudar, agora, não somos nós times e jogadores que procuramos a midia, é a midia que nos procura.

Abraço a todos os times e organizadores do TTD 2011, encontramo-nos em campo e mostremos o que sabemos fazer de melhor pelo FA no Brasil.

Edson said...

Parabéns sr. Adler pela iniciativa.

Sempre acompanhei o futebol americano, seja na NFL ou NCAA, imaginando como seria jogar uma partida deste esporte. Ainda não realizei essa minha vontade mas acho que está bem encaminhada, porque apesar dos meus 35 anos, passei, por enquanto, no tryout do SANTOS TSUNAMI, equipe que tem um apelo bastante grande, por estar associada ao GLORIOSO ALVINEGRO PRAIANO e quero participar, estou me empenhando nos treinamentos pra isso, da primeira partida neste Torneio, que graças a sua iniciativa de mais algumas pessoas citadas, com certeza só vai crescer.

Obrigado.

Edson Fernandes
futuro DT do Santos Tsunami

Edson said...

Parabéns sr. Adler pela iniciativa.

Sempre acompanhei o futebol americano, seja na NFL ou NCAA, imaginando como seria jogar uma partida deste esporte. Ainda não realizei essa minha vontade mas acho que está bem encaminhada, porque apesar dos meus 35 anos, passei, por enquanto, no tryout do SANTOS TSUNAMI, equipe que tem um apelo bastante grande, por estar associada ao GLORIOSO ALVINEGRO PRAIANO e quero participar, estou me empenhando nos treinamentos pra isso, da primeira partida neste Torneio, que graças a sua iniciativa de mais algumas pessoas citadas, com certeza só vai crescer.

Obrigado.

Edson Fernandes
futuro DT do Santos Tsunami

TimeOut Brasil said...

Gostaria de uma entrevista sua para o meu blog seri possivel???

TimeOut Brasil said...

o meu blog é:
http://timeoutbrasil.blogspot.com/